Resultado do sorteio

Saiu!!! O resultado do sorteio saiu!!! :) Estou fazendo tudo pelo celular, então os prints não são muito bons, mas os sorteados foram:

  

  • Em primeiro lugar, a Julyane, que ganhou um ensaio fotográfico!
  • Em segundo lugar, com 20% de desconto num ensaio com a Marcella, a Bia.
  • Em terceiro lugar, também com 20% de desconto, a Marjorie!

  
Gente, mandei email pra vcs. Entrem em contato comigo urgente, ok?

Obrigada a todos que participaram. E fiquem de olho no site. Em breve teremos mais promoções!

Promoção de dia dos namorados: Ensaio fotográfico em Nova York!

10956431_926372104040048_1376332556_o

É isso mesmo, queridos leitores! Fizemos uma parceria com a fotógrafa brasileira Marcella Conti e vamos sortear um ensaio fotográfico para quem estiver visitando NYC em junho de 2015.

A Marcella Conti é uma excelente fotógrafa, com experiência tanto em fotografia quanto design gráfico. Além da experiência profissional, a Marcella também fez cursos de atualização e recentemente se formou na FIT, uma das escolas de Fashion e Design de maior prestígio nos Estados Unidos e no mundo!

Como a Marcella fotografa não apenas em NY, mas também ao redor do mundo, conversamos bastante e achamos um intervalo entre as viagens da Marcella para fazer essa promoção (quem sabe a primeira de várias?).

O prêmio: um ensaio fotográfico* no mês de junho de 2015!!! O ensaio inclui:

  • uma sessão de fotos com duração de aproximadamente 2 horas;
  • escolha de 2 a 3 lugares para a sessão de fotos;
  • 50 imagens em alta resolução, tratadas e enviadas em até 5 dias.

O ensaio pode ser de grávida, casal, família, mãe e filha(o), amigas(os), etc. Normalmente os ensaios são feitos de manhã cedo ou no final da tarde, por conta da luz, em horário e local a ser combinado com o sorteado. O dia do ensaio será combinado com o sorteado, mas deverá ocorrer entre os dias 1 e 30 de junho de 2015.

O sorteio: o sorteio será realizado no dia 25 de maio (assim a Marcella e o sorteado terão tempo de organizar os detalhes do ensaio!). Então, vocês tem de hoje a 24 de maio para participar.

Para participar: você precisa estar visitando NY no mês de junho de 2015.

  • curta a página da Marcella no Facebook;
  • curta a nossa página no Facebook;
  • nos envie um email (thaisa@bigapplecomrapadura.com) dizendo quando você estará por aqui e que tipo de ensaio você quer (casal, família, etc.). Usarei a ordem de chegada no e-mail como numeração para o sorteio.

“E para quem estiver visitando NY em outra época?”, vocês me perguntam. E eu respondo: participe também da promoção! Sortearemos mais 2 felizardos que terão 20% de desconto numa ensaio fotográfico com a Marcella, que poderá ser utilizado até novembro de 2015**.

Boa sorte a todos!!!!

*Caso não tenha ficado claro, esse sorteio é apenas para o ensaio fotográfico – ou seja, o sorteado não receberá passagem, estadia ou qualquer tipo de compensação.

**Como a Marcella também viaja a trabalho, precisaremos conciliar as datas dela com a dos sorteados. Para o segundo e terceiro colocados, as sessões poderão ser marcadas entre os seguintes dias:

  • Junho: 1 a 30
  • Julho: 1 a 14
  • Agosto: 11 a 31
  • Setembro: mês inteiro
  • Outubro: mês inteiro
  • Novembro: 1 a 24

Como ir do JFK para Manhattan? Opção 5: serviços de transfer

Como fazer para ir do aeroporto JFK para o seu hotel em Manhattan? Você tem 5 opções, que dependem de seu orçamento, cansaço, e espírito de aventura. Esse é o post da opção 5.

Opção 5: serviços de transfer

Essa é outra opção prática, mas NUNCA usamos um transfer para nos trazer do aeroporto pra casa ou vice-versa. Acho que o serviço de transfer é o mais prático de todos, mas é premium, ou seja, é o mais caro, e por muito.

  1. Ainda em casa, com algumas SEMANAS de antecedência, faça sua reserva online ou via What’s App. Como disse, nunca utilizamos esse serviço, mas pegamos algumas recomendações num grupo de brasileiras que eu participo, então colocarei as recomendações no final do post. São todos brasileiros. A vantagem desse serviço é que você faz a reserva online/What’s App e, no caso das recomendações abaixo, o serviço é prestado por brasileiros, então a comunicação não será problema.
  2. Ao fazer o desembarque, procure pela pessoa segurando uma plaquinha com seu nome.
  3. Chegue feliz no seu hotel.

Resumo da opção 5

  • Custo: O custo não varia muito e é alto. Em geral essas empresas cobram o mesmo valor, cerca de $80-$100 no trajeto JFK-Manhattan.
  • Tempo: não sei, mas em geral ele vai direto para o seu hotel e deve ser a mesma coisa que um táxi, de 45min-1h (ou 2h, dependendo do trânsito).
  • Quem deve escolher essa opção: Quem tiver muita bagagem, estiver cansado, não entender nada de inglês, tiver crianças (avise à pessoa do transfer, pq assim vcs planejam a cadeirinha da criança) e estiver disposto a pagar bem mais por um serviço mais confortável.

Esse post é parte de uma série sobre como ir do aeroporto JFK para o seu hotel em Manhattan. Os outros posts chegam já já!

Opção 1: Metrô

Opção 2: LIRR

Opção 3: Táxi

Opção 4: Shuttle

Opção 5: Translado com brasileiros (esse post)

Recomendações

Pegamos recomendações num grupo de brasileiras que faço parte. Algumas recomendações foram “já usei essa pessoa e adorei” e outras foram “eu faço esse tipo de serviço”. Dividi nas duas categorias. E, mais uma vez: nunca usamos esses serviços, então recomendamos com cautela. Não garantimos absolutamente nada. Os preços aqui são apenas para vcs terem uma noção do valor, mas vcs precisarão combinar o preço com a pessoa. Esse serviço é considerado “premium” e cobra mais caro pelo conforto que oferece aos passageiros. Lembre-se de que os preços informados aqui são apenas para dar uma ideia do custo, mas variam de acordo com a época, demanda, destino, número de passageiros, etc. Todos os preços informados aqui são para o trajeto JFK-Manhattan, em Abril de 2015.

GORJETA: Antes de falar dos serviços, queria falar das gorjetas. Aqui nos EUA, damos gorjeta o tempo todo. Faz parte da cultura do país. Os salários fixos são normalmente mais baixos pq se esperar que o “complemento” do salário venha das gorjetas. Para os serviços de translado, a gorjeta é esperada, mas não é semi-obrigatória (como nos táxis e restaurantes, por exemplo). A maioria das pessoas dá gorjeta quando ficaram satisfeitas com o serviço. Pode ser um percentual ou um troco. Por exemplo, se o serviço foi $100, vc pode dar um percentual a sua discrição (10-20%, já que o serviço é mais caro). Ou vc pode não esperar troco. Se o serviço foi $90, por exemplo, vc pode pagar $100 e não receber o troco. Em todo caso, cabe a vc, nesse caso, decidir. Os motoristas não vão esperar (como os taxistas/garçons), mas é agradável que vc pague.

Caso vc utilize algum desses serviços em sua viagem, por favor, informe ao proprietário que vc pegou a recomendação aqui e, se puder, mande uma mensagem pra gente contando da experiência. Se vcs, leitores, gostarem, estou pensando em fazer uma promoção num futuro próximo!

Serviços recomendados por outras pessoas:

  • Prado Express NYC: A Carol foi recomendada por algumas pessoas no grupo. Ela é proprietária do “Prado Express NYC” e oferece serviços de translado em NY, Miami, Orlando e Rio. Os carros da Carol tem wi-fi (sem custo adicional). Vc pode entrar em contato com ela através de e-mail (pradoexpressnyc@gmail.com), What’s App (+1 (201) 881-5303 ou +1 (201) 428-0244), Facebook (Prado Express)  ou Instagram (@pradoexpressnyc). Custo:
    • JFK-Manhattan: de 1 a 4 pessoas = $100 + estacionamento.
    • LaGuardia-Manhattan: de 1 a 4 pessoas = $100 + estacionamento.
    • Newark-Manhattan: de 1 a 4 pessoas = $100 + estacionamento.
  • AquiNYC: A Carla do AquiNYC também foi recomendada por algumas pessoas. Você pode encontrar mais informações sobre os serviços do AquiNYC no site deles. Os carros da Carla tem wi-fi e são licenciados! O contato com a empresa pode ser feita através do site (www.aquinyc.com), What’s App (+1 (718) 576-0134) ou através dos números locais em diversas cidades do Brasil (ver no site deles). Custo:
    • JFK-Manhattan: 1 a 2 pessoas = $90 + estacionamento.
    • LaGuardia-Manhattan: 1 a 2 pessoas = $90 + estacionamento.
    • Newark-Manhattan: 1 a 2 pessoas = $120 + estacionamento.
  • Emerson Martins: o Emerson é marido da Paloma, que é um amor de pessoa. Ele também foi recomendado no grupo. Os carros tem wi-fi. Você pode entrar com contato com o Emerson por email (emersonmartinsny@gmail.com) ou What’s App (+1 (646) 302-7293). Ele é super-pontual! Custo:
    • JFK-Manhattan: 1 a 2 pessoas = $90
    • JFK-Manhattan: 3 a 4 pessoas = $100
    • JFK-Manhattan: 5 a 6 pessoas = $120
  • Transporte New York: A Ana é proprietária da empresa Transporte New York. Os carros da empresa são licenciados e tem wi-fi, e os motoristas são todos credenciados. Contato pode ser feito através do site (www.transportenewyork.com). Custo:
    • JFK-Manhattan: 1 a 3 pessoas = $100
    • LaGuardia-Manhattan: 1 a 3 pessoas = $100
    • Newark-Manhattan: 1 a 3 pessoas = $130

Serviços informados pelos proprietários:

  • Cid Uheara: O Cid é marido de uma das participantes do grupo. O contato pode ser feito através do Facebook (Cid Uehara) ou telefone (973 766-7769).
  • TransBrazilian: A Rita e o Luiz tem uma empresa de translados, a TransBrazilian. O contato pode ser feito através do site (www.transbrazilian.com) ou e-mail (receptivo@transbrazilian.com).
  • Leco Tour: A Leco Tour, a empresa da Danielle Mota, está a 6 anos no mercado, é legalizada e os motoristas são documentados. Tudo certinho! Vcs podem entrar em contato com a Danielle através do site (www.lecotour.com.br), e-mail (lecotour@live.com) e What’s App (+1 (917) 293-4754 e +1 (917) 515-1202). Custo: 
    • JFK-Manhattan: 1 a 4 pessoas = $100 + estacionamento
    • LaGuardia-Manhattan: 1 a 4 pessoas = $100 + estacionamento
    • Newark-Manhattan: 1 a 4 pessoas = $130 + estacionamento

Mandou email pra gente e não recebeu resposta?

Nota

Oi gente,

infelizmente só descobrimos hoje que estávamos com um probleminha nos emails do blog. Se você mandou um email pra gente (thaisa ou daniel@bigapplecomrapadura.com) e não recebeu resposta, mil desculpas! Por favor, mande o email novamente que agora tudo voltou à programação normal.

O que usar em NY em outubro?

Para saber sobre o clima de NY em outubro, dê uma olhada nesse post aqui. Nesse post falamos sobre a temperatura e o que trazer na mala. Em outubro, a temperatura varia entre 10-20 graus, sempre no mesmo padrão: quanto mais cedo no mês, mais quente, quanto mais pro final do mês, mais frio. Manhã e noites são mais frias, tardes são mais quentes. Mas sempre recebemos perguntas (e buscas aqui) sobre como se vestir nessa época. E acho que as pessoas procuram essa informação porém mais no sentido de “como se vestir para a temperatura x”. Como é difícil lembrar exatamente como eu me visto para cada temperatura, resolvi tirar fotos e mostrar.

No instragam postei uma foto que tirei antes de sair de casa hoje de manhã. Estava cerca de 18-19 graus e eu usei um blazer, blusa sem manga (não era regata), jeans, sapatilhas e uma écharpe (um cachecol fininho). Quando a temperatura subiu um pouquinho (20, 21) a écharpe saiu e o blazer foi aberto. Aos 23 graus, o blazer poderia ter saído (e a écharpe voltaria).

Pronta pra 19 graus!

A photo posted by Big Apple com Rapadura (@bigapplecomrapadura) on

Fazendo compras nos EUA: OMG os outlets!

Quando nos mudamos, não sabíamos dos outlets e em NYC não tem outlets. Então passamos realmente vários anos desconhecendo esses malls. Sabíamos da existência de um a algumas horas de Manhattan, mas não tínhamos interesse em ir. Quando nos mudamos para NJ, um amigo nos falou sobre os outlets e nos levou a um, e foi ali que descobrimos. Quando morávamos em NJ (e tínhamos carro), íamos ao outlet no começo das estações, para comprarmos as roupas da estação. Os outlets valem muito a pena. Na maioria das lojas (não todas!), os items tem um valor bem abaixo do que você encontraria em lojas da cidade e, principalmente, no Brasil. Apesar de hoje em dia quase não irmos mais aos outlets (acho que vamos 1x por ano, quando visitas querem ir), queríamos dar umas dicas sobre os outlets em NY e no resto do país.

Muitas pessoas vem a NY querendo ir também aos outlets, mas aqui não tem muitas opções. Já ouvi coisas negativas e positivas sobre o Jersey Gardens, que é um outlet shopping que fica em NJ, mais ou menos perto de Manhattan. Se não me engano, existe um ônibus no final de semana que faz o trajeto NY-Jersey Gardens, mas eu não sei absolutamente nada sobre isso: nunca fui a esse outlet, não sei onde fica, não sei como é, não sei que lojas tem lá, não sei onde você pega esse ônibus. Além do Jersey Gardens, o outro outlet nas redondezas é o Woodbury. Acho que o Woodbury é o mais famoso. Ele é o outlet que tem lojas da Gucci e Prada, por exemplo.

Se a viagem não é para NY, a maioria dos brasileiros vai a Orlando (para Disney e compras) ou Miami (para fazer compras). Recentemente temos ouvido falar de roubos em Miami/Orlando. Brasileiros que compraram nos outlets (e seus Macs e iPhones na Apple) tem seus carros e/ou quartos de hotel arrombados e todas as compras desaparecem. Não há quase nada que se possa fazer. Recuperar é quase impossível. Não moramos em Miami/Orlando e não sabemos como ajudar muito em relação a isso (mas aqui tem um post bom falando sobre isso aqui). O que sabemos é que se o seu objetivo é fazer compras, você não precisa ir a Miami/Orlando. A rede mais famosas de outlets dos EUA é a Premium Outlets – a rede que gerencia o Woodbury e os Orlando Premium Outlets, por exemplo – e essa rede tem outlets espalhados pelos EUA quase inteiro! Se você quer apenas fazer compras nos outlets (e Apple, que tem em qualquer lugar), você não precisa ir à Flórida! Deem uma olhada nesse link aqui e vejam quantos outlets existem pelo país. Quem sabe você encontra passagens e hospedagem em preços mais em conta em outros lugares? Como esses lugares são menos turísticos, as quadrilhas que ficam de olho em brasileiros fazendo compras não existem e as coisas ficam mais seguras.

No link acima você pode ver, inclusive, quais as lojas que esse outlet tem! Se você já tem ideia de lojas que quer visitar, basta conferir onde elas estão. As lojas mais comuns, tipo Calvin Klein, Banana Republic, Nike, e Guess, por exemplo, estão em 99% dos outlets. Se você quer Gucci, aí tem que procurar mais.

Outra dica legal para os outleteiros de plantão é o VIP club. Você pode clicar aqui e se tornar membro do VIP club do Premium Outlets. É apenas um registro por e-mail, você não precisa pagar nada. As vantagens de ser VIP são: 1) ter acesso a “vip club offers”, ou seja, você tem acesso a cupons de desconto de várias lojas – tipo 15% de desconto na Levi’s ou na DKNY, $50 de desconto na Neiman Marcus, etc.; e 2) quando chegar no outlet você vai no guichê de informações e diz que é VIP e quer o seu booklet. Eles vão pedir para você assinar e colocar o seu e-mail num formulário e te darão um booklet de descontos (que você pode comprar por $5 se você não for VIP). Esse booklet tem cupons para quase todas as lojas e os descontos são bons, mas um pouco menores do que os descontos do vip club offers no site.

UPDATE 2015: Em alguns outlets, os guichês de “VIP” estão pedindo comprovação de que você é realmente VIP. Você pode imprimir um cuponzinho que tem “VIP booklet” ou algo assim, no site, e levar. Ou então, se tiver um smartphone com acesso a internet, você pode logar na página lá e mostrar a pessoa. Eu iria de cuponzinho impresso.

Outra coisa que queremos falar sobre os outlets: a qualidade. Bom… apesar de muita gente que mora no Brasil discordar, em geral, nós achamos as roupas daqui de baixa qualidade. Ou melhor, de qualidade inferior a marcar de preço similar no Brasil. Mas nós sabemos que roupas no Brasil são bem caras. Daí, se as roupas da Gap normal já não são tão boas, as roupas da Gap outlet são, at best, fracas.

Algumas lojas de outlet vendem ponta de estoque – ou seja, são roupas da loja normal, mas de estações anteriores, sendo vendidas mais baratas. Mas a maioria das lojas vendem peças exclusivas de seus outlets – J.Crew outlet, Banana Republic Factory, etc. Essas peças são feitas com menos cuidado ou com tecidos de menor qualidade, ou com costuras menos reforçadas… e, no final, são de qualidade mais baixa do que o normal. E você não encontra aquele tênis na Nike que você quer no outlet. Você encontra um tênis da Nike que você gosta. Em vez de $125 pelo lançamento da Nike, você vai pagar $75 por um Nike mais antigo ou, mais provavelmente, um Nike que foi feito para o outlet, e feito para ser vendido mais barato mesmo. Você terá o que você pagou. O tênis vai durar, mas não tanto quanto o normal. Acho que isso é mais facilmente visto com roupas que a princípio parecem boas mas depois da primeira lavagem, já era. A camisa polo de $9.99 da Tommy Hilfiger vai durar 5 ou 10 lavagens, se você tiver sorte. Então, se você quer coisas de qualidade, tem que garimpar MUITO por lá.

Por último, minha opinião sobre perfumes nos outlets: não confio. Se você quer pelo menos 95% de certeza que o perfume é original, pague mais caro e compre na Sephora (Sefóra, pipol, Sefóra. A marca pode ser francesa, mas aqui se você falar Séfora ou – pior – Seforrá ninguém vai entender. Aqui é sefóra. Quase um sefóura, com o rah-rah da Lady Gaga) Voltando. Se você não se incomodar com a chance do produto ser falsificado, pode comprar no outlet. Eu ACHO que se for o perfume Calvin Klein na loja Calvin Klein a chance de ser falsificado é muito pequena, mas se é na loja aleatória de perfume, a chance é maior. Não sei. Não confio.

Nós nunca fomos ao Woodbury, mas estamos planejando uma visita – tudo pelo blog! Se formos, faço um post aqui falando como foi.