Café, café, café

Vamos lá, digam se existe algo mais gosto que uma bela xícara de café quentinho e forte? Aquele que quando você começa a fazer libera aquele cheiro delicioso por toda a casa e faz com que você já comece a saborear a tal bebida antes mesmo de colocá-la na boca. Huuuumm…

A muito tempo atrás eu recebi um e-mail que, como outros 452 que recebemos mensalmente, reclamavam do Brasil. O objetivo desses e-mails é simplesmente reclamar e plantar em sua cabeca a sementinha do “o Brasil não presta…“. Daí pra frente, viram aguinha e adubo para a plantinha do “o Brasil não presta mesmo“. Eu nunca gostei muito desses e-mails e cada mais, gosto menos. 🙂 Voltando. A um tempo atrás recebi um que falava do café brasileiro. A pessoa esculhambava o Brasil dizendo que o Brasil era o maior produtor de café mundial (vero. O país é hoje o maior produtor mundial de café, com a participação de 30% do mercado internacional, movimentando cerca de 95 bilhões de dólares por ano, perdendo apenas para o petróleo. O_O), mas que a parte boa dos grãos iam para o mercado internacional, principalmente para os EUA, e que no Brasil ficavam apenas as partes ruins, ou melhor, o resto das torragens (existe essa palavra? Bom, houve comunicação…) e moagens.

Os EUA são o país do café também. O povo toma café como se fosse água (ou melhor, como se fosse suco no Brasil: compra um copo de 700mL e sai tomando na rua…). E não importa a estação. Se tá frio, café quente. Se tá quente, café frio. O importante é ter café café café. Achei isso o máximo, pois, como vocês bem sabem, venho de uma família completamente cafeística. Café, na família Simplício, é sinônimo de evento social. Vai visitar uma parente? “Vou passar lá em Fulano para tomar um café“. Tá indo pra Ciclâmio (hehehehehe)? “Ei, tô indo aí tomar um cafezinho“. Você não é Simplício mas foi visitar um? (E não avisou, seu mal-educado?) Pode ter certeza de que vai tomar um café. É aniversário de 15 anos, casamento, São João, Natal, Padroeira, Carnaval, qualquer coisa? Café. Pode ser com biscoito cream-cracker (se você foi aquele mal-educado que não avisou e pega uma família desprevenida), pão com manteiga, bolo quentinho branco simples ou bolo de chcolate com recheio e cobertura (OU bolo de abacaxi… huuuuummmm… por sinal, querida mamãe, pede pra Letinha mandar a receita :D). Café café café.

Aí, cheguei aqui animadéeeeeeeerrima com o país do café e, no primeiro dia, fui descobrir o Starbucks. Depois, redescobri-o-o. Mas, o passo principal era fazer café em casa. Comprei uma cafeteira e, para primeiro teste, comprei o café do Starbucks. Péssimo. Horrível. Fraco e fedorento. Sabem o café (pó) do Brasil, que é pretinho pretinho? E tem cheiro de café? Não é assim. É um café misturado com sei-lá-o-que. Marrom e sem cheiro. Mas, tomei-o-o todinho. Finalmente o bendito acabou e fui no supermercado comprar um novo. Um atendente tava arrumando as prateleiras do café e eu pedi que ele me indicasse um café bom e forte (e disse que não tinha gostado do café do Starbucks, no que ele me respondeu com um “Ah, não presta mesmo”. Bom sinal, né?). Passou uma mulher que me indicou o do Dunkin Donuts, que era “o melhor de todos”, mas que eu j;a tinha tomado e não gostei do café da loja… imagina pra fazer em casa… Aí, o gentil rapaz me disse pra voltar no dia seguinte, porque o café bom ia estar em promoção pela metade do preço. Simpático, hun? Voltei no dia seguinte (ontem, e realmente estava por metade do preço) e… péssimo. A mesma droga. Exatamente igual ao do Starbucks.

Depois de muito blablabla, dirijo-me única e especialmente ao autor daquele e-mail que recebi anos atrás:

Querido autor desavisado,

nunca mais em sua santa vida se atreva a escrever idiotices das quais você não tem a menor noção. O café dos EUA é dos EUA e é ruim ruim ruim péssimo horrível. Café bom aqui é importado do Brasil, aquele igualzinho ao que tem na nossa prateleira no Brasil, só que mais caro. E, no dia que eu encontra-lo, farei você tomar 1L de café ruim daqui, pra você aprender a nunca mais ser idiota.

Cafemaníaca-estressada

Hum.

P.S.: Eu sou a rainha dos parênteses, né? Huahauhauahauahauha :p

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s