Feriado show!

Segunda-feira foi feriado aqui (Memorial Day), então tivemos um finalzão de semana. Eu tive mó feriadão, porque não tive aula na segunda e na terça. Bom, sábado morgamos em casa msm. Domingo nos animamos e fomos pra academia e depois íamos passear. Uns amigos de um amigo de Daniel estão aqui e vieram aqui em casa, então saímos para almoçar/jantar. Depois, tínhamos “festa da cachaça” pra ir, mas acabou que não deu, e fomos para o outro encontro, num barzinho que toca “jazz brasileiro”, com um casal amigo de Daniel.

O bar foi bem legal. O jazz brasileiro é uma mistura de jazz e bossa-nova, mas quando não era só instrumental, era bossa-nova mesmo. A menina cantava até legalzinho, só que ela não cantava quase nada. Acho que 90% da música era “pá-da-da, dum-dum-dum, ye-ye-ye”.

Segunda, feriadíssimo e um lindo dia de sol, saímos o dia todo. Daniel planejou um passeio e eu fui sendo guiada :). Logo que saímos, nos deparamos com a feira do Alecrim!


Depois da feira, o primeiro ponto foi no Harlem, região que nunca tínhamos ido. Comemos num restaurante de comida do sul dos EUA e adoramos. Apesar de bem pesada, era bem gostosa, especialmente as carnes. Eu comi um frango com mel e Daniel, costelas com molho barbecue. Huuuummm… O acompanhamento era bem normal (assim como as carnes). Pedimos mac and cheese (que parecia ser de caixinha), batata frita e salada de batata… Mas, pra ser sincera, o que me agradou mais foi o bolinho de milho que veio antes da comida. Um bolo tipo os bolos daí de Natal, de milho normal, só que meio salgado… peeeeeeeeeeeense!!!!


Saindo do almoço, fomos passear no Central Park, que estava entupido! Maior farofagem!!!! 🙂 Churrasco pra cá, pra lá… mó festa.


Passeamos bem muito e depois, rumamos para a Ponte do Brooklyn (que esse fim-de-semana comemorou 125 anos).


Atravessamos a ponte e íamos numa pizzaria, jantar (isso já foi umas 5 horas depois do almoço…), mas tava lotaaaaaaaaaaaaaada. Como já estávamos cansados, resolvemos não esperar. Ficamos ali pelo Brooklyn (que também nunca tínhamos ido), vimos Londres, e voltamos para casa. Felizes e felizes e cansados…


Mais foooooooooootos!!!! Flickr e Multiply

P.S.: No barzinho, além de pagarmos $10 por uma caipirinha E pagar pra entrar, ainda tivemos que aturar certas músicas, enquanto a banda não tocava. Dentre várias, de forró a samba, bossa nova e axé, ficamos ouvindo o “djigui-djigui-bom-djigui-bom-djigui-bom”… afff…

Anúncios

6 respostas em “Feriado show!

  1. Na verdade é um pouco diferente. É uma mistura da clássica bossa nova (Elis Regina, João Gilberto, etc.) com alguns elementos de jazz mesmo, tipo várias músicas são instrumentais e improvisadas na hora pelos músicos.

  2. Ei, que bom que voce voltou a escrever contando as coisas dai..!!! ADORO quando voce escreve sobre o cotidiano dessa cidadona aí..!!!

  3. Como eu só abro a boca quando tenho certeeeeza…
    Quando a Bossa Nova surgiu, e Tom Jobim fez sucesso nos “estaites” o movimento Bossa Nova foi chamado de Brazilian Jazz e até hoje esse é o nome que se dá à Bossa Nova aí… mas claro, como todo movimento musical sofre adaptações… e como o elemento principal do Jazz aí é a improvisação, é óbvio que foi incorporado…
    Mas eu entendi que o objetivo era explicar o que tava tocando aí, eu que sou cri-cri…
    bjosmeliguem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s