Fazendo compras nos EUA: OMG os outlets!

Quando nos mudamos, não sabíamos dos outlets e em NYC não tem outlets. Então passamos realmente vários anos desconhecendo esses malls. Sabíamos da existência de um a algumas horas de Manhattan, mas não tínhamos interesse em ir. Quando nos mudamos para NJ, um amigo nos falou sobre os outlets e nos levou a um, e foi ali que descobrimos. Quando morávamos em NJ (e tínhamos carro), íamos ao outlet no começo das estações, para comprarmos as roupas da estação. Os outlets valem muito a pena. Na maioria das lojas (não todas!), os items tem um valor bem abaixo do que você encontraria em lojas da cidade e, principalmente, no Brasil. Apesar de hoje em dia quase não irmos mais aos outlets (acho que vamos 1x por ano, quando visitas querem ir), queríamos dar umas dicas sobre os outlets em NY e no resto do país.

Muitas pessoas vem a NY querendo ir também aos outlets, mas aqui não tem muitas opções. Já ouvi coisas negativas e positivas sobre o Jersey Gardens, que é um outlet shopping que fica em NJ, mais ou menos perto de Manhattan. Se não me engano, existe um ônibus no final de semana que faz o trajeto NY-Jersey Gardens, mas eu não sei absolutamente nada sobre isso: nunca fui a esse outlet, não sei onde fica, não sei como é, não sei que lojas tem lá, não sei onde você pega esse ônibus. Além do Jersey Gardens, o outro outlet nas redondezas é o Woodbury. Acho que o Woodbury é o mais famoso. Ele é o outlet que tem lojas da Gucci e Prada, por exemplo.

Se a viagem não é para NY, a maioria dos brasileiros vai a Orlando (para Disney e compras) ou Miami (para fazer compras). Recentemente temos ouvido falar de roubos em Miami/Orlando. Brasileiros que compraram nos outlets (e seus Macs e iPhones na Apple) tem seus carros e/ou quartos de hotel arrombados e todas as compras desaparecem. Não há quase nada que se possa fazer. Recuperar é quase impossível. Não moramos em Miami/Orlando e não sabemos como ajudar muito em relação a isso (mas aqui tem um post bom falando sobre isso aqui). O que sabemos é que se o seu objetivo é fazer compras, você não precisa ir a Miami/Orlando. A rede mais famosas de outlets dos EUA é a Premium Outlets – a rede que gerencia o Woodbury e os Orlando Premium Outlets, por exemplo – e essa rede tem outlets espalhados pelos EUA quase inteiro! Se você quer apenas fazer compras nos outlets (e Apple, que tem em qualquer lugar), você não precisa ir à Flórida! Deem uma olhada nesse link aqui e vejam quantos outlets existem pelo país. Quem sabe você encontra passagens e hospedagem em preços mais em conta em outros lugares? Como esses lugares são menos turísticos, as quadrilhas que ficam de olho em brasileiros fazendo compras não existem e as coisas ficam mais seguras.

No link acima você pode ver, inclusive, quais as lojas que esse outlet tem! Se você já tem ideia de lojas que quer visitar, basta conferir onde elas estão. As lojas mais comuns, tipo Calvin Klein, Banana Republic, Nike, e Guess, por exemplo, estão em 99% dos outlets. Se você quer Gucci, aí tem que procurar mais.

Outra dica legal para os outleteiros de plantão é o VIP club. Você pode clicar aqui e se tornar membro do VIP club do Premium Outlets. É apenas um registro por e-mail, você não precisa pagar nada. As vantagens de ser VIP são: 1) ter acesso a “vip club offers”, ou seja, você tem acesso a cupons de desconto de várias lojas – tipo 15% de desconto na Levi’s ou na DKNY, $50 de desconto na Neiman Marcus, etc.; e 2) quando chegar no outlet você vai no guichê de informações e diz que é VIP e quer o seu booklet. Eles vão pedir para você assinar e colocar o seu e-mail num formulário e te darão um booklet de descontos (que você pode comprar por $5 se você não for VIP). Esse booklet tem cupons para quase todas as lojas e os descontos são bons, mas um pouco menores do que os descontos do vip club offers no site.

UPDATE 2015: Em alguns outlets, os guichês de “VIP” estão pedindo comprovação de que você é realmente VIP. Você pode imprimir um cuponzinho que tem “VIP booklet” ou algo assim, no site, e levar. Ou então, se tiver um smartphone com acesso a internet, você pode logar na página lá e mostrar a pessoa. Eu iria de cuponzinho impresso.

Outra coisa que queremos falar sobre os outlets: a qualidade. Bom… apesar de muita gente que mora no Brasil discordar, em geral, nós achamos as roupas daqui de baixa qualidade. Ou melhor, de qualidade inferior a marcar de preço similar no Brasil. Mas nós sabemos que roupas no Brasil são bem caras. Daí, se as roupas da Gap normal já não são tão boas, as roupas da Gap outlet são, at best, fracas.

Algumas lojas de outlet vendem ponta de estoque – ou seja, são roupas da loja normal, mas de estações anteriores, sendo vendidas mais baratas. Mas a maioria das lojas vendem peças exclusivas de seus outlets – J.Crew outlet, Banana Republic Factory, etc. Essas peças são feitas com menos cuidado ou com tecidos de menor qualidade, ou com costuras menos reforçadas… e, no final, são de qualidade mais baixa do que o normal. E você não encontra aquele tênis na Nike que você quer no outlet. Você encontra um tênis da Nike que você gosta. Em vez de $125 pelo lançamento da Nike, você vai pagar $75 por um Nike mais antigo ou, mais provavelmente, um Nike que foi feito para o outlet, e feito para ser vendido mais barato mesmo. Você terá o que você pagou. O tênis vai durar, mas não tanto quanto o normal. Acho que isso é mais facilmente visto com roupas que a princípio parecem boas mas depois da primeira lavagem, já era. A camisa polo de $9.99 da Tommy Hilfiger vai durar 5 ou 10 lavagens, se você tiver sorte. Então, se você quer coisas de qualidade, tem que garimpar MUITO por lá.

Por último, minha opinião sobre perfumes nos outlets: não confio. Se você quer pelo menos 95% de certeza que o perfume é original, pague mais caro e compre na Sephora (Sefóra, pipol, Sefóra. A marca pode ser francesa, mas aqui se você falar Séfora ou – pior – Seforrá ninguém vai entender. Aqui é sefóra. Quase um sefóura, com o rah-rah da Lady Gaga) Voltando. Se você não se incomodar com a chance do produto ser falsificado, pode comprar no outlet. Eu ACHO que se for o perfume Calvin Klein na loja Calvin Klein a chance de ser falsificado é muito pequena, mas se é na loja aleatória de perfume, a chance é maior. Não sei. Não confio.

Nós nunca fomos ao Woodbury, mas estamos planejando uma visita – tudo pelo blog! Se formos, faço um post aqui falando como foi.

Anúncios

Passeando pela Times Square: loja da M&M

IMG_20130915_200417Um dos pontos mais fofos da Times Square é a loja da M&M (M&M’s World). Daniel não curte muito a loja porque acha que eles estão forçando muito a barra quando querem que os bonequinhos deles sejam ícones mundiais. Eu até concordo. A loja é cheia de coisas dos M&M’s: canecas, porta-M&M, pijamas, blusas, bolsas, coisas para casa e etc. Mas, comprar uma coisa da M&M se você não é fã, pode ser realmente um exagero.

IMG_20130915_200445

MAS, eu adoro essa loja. Não pelas coisinhas, essas não enchem meus olhos, mas pelos M&M’s. Nhaaaaaam… Eles não tem nada demais lá, a não ser M&M’s separados por cor. Ai meu Deus! Fico sempre imaginando as milhares de decoraçõezinhas que eu poderia fazer com M&M’s de cores diferentes. Eles também tem o mix tradicional, o que vem no pacotinho, mas lá você compra tudo no peso. E por até fazer M&M personalizados (com sua foto e combinação de cores que você quiser). Sempre que trago pessoas na TImes Square, eu passo por essa loja. E compro um saquinho mixuruca de M&M’s, já que é comer e engordar 50kg na mesma hora.

IMG_20130915_200350

Se você está passeando com crianças e não quer gastar dinheiro, evite esse loja.

Compras em Nova York: sutiãs e bikinis na Linda

Essa recomendação é para as mulheres e, em especial, aquelas que tem dificuldade em encontrar bons sutiãs/bikinis por aí. Sempre tive dificuldade em comprar sutiã no Brasil e achava que quando chegasse aqui, encontraria opções maravilhosas em qualquer loja. Ledo engano. Mas, depois de fuçar um pouco na internet, descobri a loja da Linda, que é especializa em sutiãs de todos os tamanhos. Yay!

Compro sutiãs na Linda desde que cheguei aqui e nunca me arrependi. Não tenho muita noção de quanto custa um sutiã bom no Brasil, mas eu pago entre $70-$100 e acho um preço médio. Claro que a duração de um sutiã depende do quanto você usa, de como você cuida dele (guarda, lava e seca) e do quanto você variou de peso/forma física. Normalmente eu rotaciono 2 sutiãs de dia-a-dia, 1 sutiã sem alça, e 4 sutiãs de esporte. Eles duram bastante (eu lavo na mão), cerca de 1 1/2 ano. Mas como eu venho comprando faz tempo e nunca compro vários de uma vez só, eu preciso comprar algo novo mais ou menos a cada 6 meses. Quem não tem dificuldade em comprar sutiã tá achando que esse meu post é besteira, mas as meninas peitudas que andam por aí e nunca tiverem um bom sutiã sem alça: corram lá na Linda!

Na verdade, você não precisa ser peituda. O grande lance dos sutiãs daqui (que acho que o Brasil está começando com isso também) é que se tem um tamanho para a largura/circunferência do sutiã e um tamanho para o bojo. Logo, se você tem as costas mais largas e os seios relativamente pequenos, no Brasil, você teria que comprar um sutiã maior (para as costas) e ficar com o bojo folgadinho. Ou comprar o bojo certo e extensores para as costas. Aqui, você compra o tamanho certo para os dois tamanhos, já que pode encontrar sutiãs tamanho 28 (28 polegadas, cerca de 71cm de circunferência) a 56 (142cm), com bojos AA a N. Funciona assim: de sutiã (sem enchimento) você mede a largura das costas, bem na linha da parte de baixo do sutiã. Esse tamanho é a sua largura (exemplo: 76cm = 30in = 30). Depois, você mede na altura dos seios (exemplo: 89cm = 35in). A diferença entre os seios e a largura (nesse caso, 35 – 30 = 5 polegadas) é igual ao tamanho do seu bojo. Diferença <1 polegada = AA, 1 = A, 2 = B, etc. 5 = E. Nesse caso, o seu tamanho seria 30E (mas podendo também provar os tamanho 28F (costas 1 tamanho menor e bojo 1 tamanho maior) ou 32D (costas 1 tamanho maior e bojo 1 tamanho menor). Esses 3 tamanhos tem o mesmo tamanho de bojo. Se é que isso faz sentido…  Voltando à loja…

IMG_20111130_104716A loja fica na 3a avenida, entre ruas 36 e 37. A localização não é especialmente central, mas vale a pena desviar um dia de seus passeios e passar lá. Eu recomendo fazer isso nos primeiros dias da viagem. Além disso, a Linda também tem uma loja online super completa que envia para o Brasil. Não fica a coisa mais barata do mundo comprar via net, por conta do imposto, mas… existe a possibilidade.

O detalhe é que a Linda não é uma loja normal. Você não pode simplesmente aparecer lá e querer ser atendida. Até pode, mas pode ser que elas demorem horas para atender você. Lá funciona por hora marcada, porque elas fazem um fitting, ou seja, uma prova cuidadosa para saber qual o seu tamanho de sutiã, seus gostos e etc. Tente marcar o fitting com cerca de 1 a 2 semanas de antecedência. Mas, se você esqueceu de fazer isso antes de chegar aqui, tente ligar para a loja e marcar uma hora no mesmo dia ou para o dia seguinte. Veja lá no site delas como fazer. Para quem vai pela primeira vez, a prova demora cerca de 30min. Ah, o fitting é de graça e você não é obrigada a comprar nada. Mas é impossível sair de lá sem uma sacolinha 🙂

Nesse vídeo aqui, ela explica como é o processo do fitting.

Vai por mim, se você é peituda e/ou tem dificuldade em achar sutiãs no Brasil, vale a pena!

Compras em Nova York: bolsas e sapatos na DSW

O blog já existe a quase 6 anos e nós raramente falamos sobre compras. Nós estávamos evitando mesmo, porque todo mundo já vem fazer compras em Nova Iorque e só o que tem por aí são blogs falando sobre isso. Nós queríamos focar em outras coisas, como passeios típicos e não típicos, restaurantes, dicas, etc. MAS, o dever blogal nos chama e resolvemos escrever um pouco sobre compras por aqui (afinal, nós fazemos compras).

Muita gente considera Nova York o paraíso das compras. Não sei se isso é verdade, porque eu nunca fui de comprar muita coisa no Brasil e, desde que viemos morar aqui, quase não compramos mais coisas no Brasil. E continuamos sem comprar muita coisa aqui. Talvez a gente tenha se acostumado com o fato de que aqui tem quase de tudo… então, talvez realmente seja o paraíso das compras. Não sei. Também se imagina que quem mora aqui é super consumista. Novamente, isso não é necessariamente verdade. Acho que é verdade para turistas, que inevitavelmente compram bastante aqui. Mas não para moradores da cidade. Não compramos mais do que se compra em outros lugares.

Mas como muita gente turista aqui e quer saber os melhores lugares para comprar, vamos tentar dar umas dicas de lugares onde costumamos fazer nossas compras. E hoje vamos falar de bolsas e sapatos.

Claro que existem centenas de lojas de bolsas e sapatos por aqui e essa recomendação não quer dizer que é o único lugar da cidade que você deve ir para comprar. É apenas uma dica de um dos meus lugares go-to, um dos lugares que eu vou quando preciso comprar uma bolsa ou sapatos novos. Sempre passo na DSW (Designer Shoe Warehouse).

IMG_20121027_120915

DSW na Union Square

Existem duas DSW em Manhattan (e uma no Brooklyn), uma na rua 34 com a 7a avenida (pertinho da Macy’s) e uma na Union Square. Eu sempre vou na da Union Square. Acho completa o suficiente e nunca é muito cheia. Eu não me importo muito com marcas, então não sei dizer ao certo se as marcas são famosas e se estão baratas… mas eu gosto de sapatos e bolsas e é lá que vou quando preciso de sapatos novos para a estação que vai começar ou para u evento social.

Recentemente fui a um casamento na praia e precisava de uma sapatilha de festa, coisa que, devido à minha vida social extremamente (in)ativa, eu não tinha. Daí, fui na DSW e comprei flats prateadas por $40. Ano passado eu precisava de uma bolsa maior para levar para a faculdade, um que coubesse o laptop, cadernos, várias folhas soltas e meu almoço, lanches e jantar. Passei lá e comprei um bolsa fashion por $35. Uma das grandes vantagens para mim, além da localização, é que você pode comprar na DSW online e, se não gostar, devolver na loja. Super prático.

IMG_20121027_120939

DSW – Union Square

A maior variedade da DSW (da Union Square, pelo menos) são sapatos femininos, seguidos por bolsas, sapatos masculinos e sapatos infantis. Nunca compramos sapatos masculinos ou para crianças lá, mas sei que tem.

Se você ficou curios@ para saber o que tem por lá, dá uma namoradinha no site deles (http://www.dsw.com). Além das marcas normais (7 for all mankind, Anne Klein, Calvin Klein, BCBG, Betsey Johnson, Bruno Magli, Converse, Nine West, Keneth Cole Reaction, etc.), eles também vendem as marcas de luxo (Gucci, Prada, Dolce & Gabana, Fendi, Dona Karan, Jimmy Choo, etc.). Essas são as mais caras da loja, mas ainda assim, muito mais baratas do que em outros lugares. Vale a pena lembrar que é uma warehouse, um armazém… basicamente, é um outlet, que vende as peças de coleções passadas. Mas… tem coisas que não saem de moda nunca. Adoro comprar sapatos tipo pump, botas e sapatilhas por lá.

Para as que adoram comprinhas, vale a pena visitar!

Endereços:

  • Midtown: 213 W 34th street (rua 34 com 7a avenida)
  • Union Square: 40 E 14th street (rua 14 com University Pl, em frente à Union Square)

Roupas de inverno em NY

Nas últimas semanas uma das coisas mais procuradas aqui no blog tem sido: temperatura de ny em outubro, outubro em ny, clima de ny em outubro e etc. Então, tem muita gente viajando a NY em outubro, né? 🙂

Para os leitores que estão vindo (ou indo?) a NY em outubro… Você está vindo passar o outono/inverno em NY e não tem roupas de frio. E agora? A maioria das pessoas pega roupa emprestada com amigos ou parentes (ou parentes de amigos ou amigos de parentes!), porque, se você mora num lugar quente (como eu morava!), não tem pra quê ter roupa de frio. E melhor economizar, né? Só que às vezes as roupas vem grandes ou não combinam com nada ou são quentes demais, não aquecem o suficiente ou simplesmente feias. Eis uma solução viável para qualquer pessoa que está vindo a NY. Uniqlo.

A Uniqlo é uma marca japonesa (acho) que tem roupas num preço razoável. Para mim, o pulo de gato deles são os casacos. Na verdade, UMA linha de casacos. No outono/inverno passados a loja lançou a linha “ultra light“, e é ultra light MESMO. Já falei aqui, nos posts sobre o clima em outubro-fevereiro na quantidade de camadas que se usa. Quanto mais frio, mais pesadas ficam as camadas, o que incomoda a coluna ao longo do tempo. Com essa linha ultra light você não terá esse problema.

As jaquetas, unisex, não são lindas (mas são funcionais e práticas, que é o que importa), mas tem várias cores, como vocês pode ver. Daí, dependendo do frio, você pode usar só uma camisetinha por baixo, ou aumentar até um bom thermal (lá também tem, ótimos e finos!), um suéter grosso (de lã) e esse casaco. É suficiente para até uns -5 graus. Abaixo disso eu não testei… mas acho que se você aumentar as camadas (tipo, casaco de fleece por baixo), vai ser suficiente. E, claro, luvas, cachecol, gorro e hidratante para as mãos e lábios.

Além de leves, a outra grande vantagem dessa linha é que os casacos podem ser enrolados e ficam pequenininhos, cabendo em qualquer mala e com peso mínimo. Pelo que li em um blog, o casaco pesa 199g. Para os que viajam muito ou pouco, é a compra ideal! Não tem nada pior do que carregar casaco pesadão na mala!Aqui a foto de como a jaqueta fica enroladinha e do tamanho de nada.

E pode acreditar nisso. Daniel e eu temos e conseguimos guardar assim. Fica pouco maior do que a palma da mão e é “esmagável” na mala, ou seja: quase não ocupa espaço! Se você não acredita, procure uns vídeos no YouTube que tem gente mostrando na hora como colocar de volta no saquinho (que vem com o casaco). Vai por mim, vale a pena comprar o casaco. Custa uns $70 (não é caro, se você for ver os preços de casacos no Brasil ou casacos de outras marcas, mais pesados que esse e que aquecem a mesma coisa).

Eles tem também outros tipos de casaco, também bem mais leves do que a média. Eu passei o inverno passado inteiro usando apenas o casaco deles, que me custou $89 no começo do inverno. Ele é mais quente e mais pesado do que os ultra light que eu mostrei acima, mas ainda é bem mais leve do que meus casacos de lã. Nos dias menos quentes eu usava apenas um thermal (também de lá) + blusinha de botão, normal + o casaco. nos dias bem frios, colocava um suéter de lã bom cima da blusa. E só. Sobrevivi ao inverno inteiro, sem gorro (porque o casaco tem um hoodie) e sem cachecol (porque ele fecha até em cima!). Para as mulheres que acharam os ultra light horrorosos (aiaiai, ó a frescura!), esse down é uma opção, já que ele é quase idêntico aos demais casacos gordinhos. Eu não tenho UMA foto com ele. Mas assim que esfriar e os casacos voltarem aos closet, tiro uma foto e atualizo o post.

Aos viajantes, o único problema desses casacos: só vendem no outono/inverno. Então não dá pra aproveitar que está em NY no verão e querer comprar para outras viagens. Mas, se você está vindo na época fria, eu sugiro que uma loja Uniqlo seja a sua primeira parada! Existem várias pela cidade. A da 5a avenida é a maior, a do Soho é a pior (infernal!) e a da rua 34 é a mais vazia.

Lojas de lã/linha/tricô/crochet em Nova York

Na Lion Brand

Esse post é especial para as tricoteiras e crocheteiras: se estiver vindo a NY, inclua algumas lojas de linhas no seu plano de viagem!

Eu comecei a tricotar recentemente, por influência da minha sogra. Aprendi umas coisas básicas vendo vídeos no YouTube e, quando minha sogra veio nos visitar, ela me ensinou várias outras coisas. Hoje, já consigo ler receitas e tricotar coisas intermediárias. 🙂 Bom, dai eu comecei a procurar lojas de linhas (yarn shops) por aqui, para poder comprar material, e achei umas incríveis. No final do post tem um mapa com algumas lojas. Dessas, eu visitei apenas 3.

Loja da LionBrand em NY

1) Lion Brand: a loja da Lion Brand é a minha favorita! Fica pertinho do escritório de Daniel, então eu passo lá com frequência. Como disse, eu comecei a tricotar recentemente e, na minha opinião, as linhas de lá são boas e super em conta. Nunca lavei as lãs, então não sei como ficam para peças do dia a dia, mas tem linhas 100% lã, 100% algodão, 100% cashmere, lã/algodão e acrílico, até 100% acrílico. Essas tem sido minhas linhas até agora. Das que comprei, o preço varia de $4 a $10 o novelo. Além de linhas, a loja também tem agulhas, sacolinhas, e outras ferramentas para crocet/tricô. Além disso, a LionBrand tem sempre a “linha do mês”, que tem desconto (15%, geralmente) durante todo o mês. Por ser super em conta, aconselho a Lion para as iniciantes (como eu) e para as experientes. Já que ela é tem uma ótima localização, não custa nada dar uma passada aqui… Endereço: Número 34, na 15a rua, entre a 5a e 6a avenida, mais perto da 6a (indo da 5a p/ 6a, fica do lado esquerdo da rua) — 34 West 15th street. Horas: Essa loja tem um horário diferente (acho que os donos são judeus): De segunda a quarta, das 11:30 às 7pm, quinta das 11:30 às 8pm (horário de inverno). Das 10am as 3pm na sexta. Fecha no sábado. E das 11:30 às 5pm no domingo. cheque o site para pegar informações atuais antes de visitar.

2) Downtown Yarns: Eu só visitei essa loja uma vez, mas gostei bastante. Ela consegue ser ainda menor que a Lion (que já é pequena!), mas tem várias linhas ótimas! Pelo que vi e entendi, são linhas de várias marcas, inclusive umas famosas (que minha sogra comprou por $9 e disse que custavam cerca de R$60). Aqui, as linhas são um pouco mais caras, mas acho que são de melhor qualidade/mais exclusivas. A loja também tem uma pequena seção de agulhas, botões, etc. Aconselho essa loja para as pessoas de nível avançado. Endereço: Número 45 na Avenida A, entre as ruas 3 e 4, mais perto da 3 (indo da 4 p/ 3, fica do lado direito da avenida) — 45 Avenue A. Horas: De segunda a sábado, 12-7pm. Domingo, das 12-6pm.

3) Purl Soho: Eu já visitei essa lojas umas 2 ou 3 vezes, mas nunca comprei nada. Acho que as coisas custam mais caro aqui, mas talvez porque ela venda produtos mais sofisticados. Eu aconselho visitar a loja se você já tricota/crocheta num nível avançado. Além de coisas de tricô e crochet, a Purl também vende tecidos para bolsas, patchwork ou coisas assim. Assim como as duas anteriores, a loja é bem pequena. Endereço: Número 459 na rua Broome, entre as ruas Mercer e Greene, mais perto da Mercer (indo da Mercer p/ Greene, fica do lado esquerdo da rua Broome) — 459 Broome Street. Horas: Segunda a sexta, das 12-7pm. Sábado e domingo, das 12-6pm.

As três lojas oferecem aulas (dê uma olhada nos calendários aqui, aqui e aqui) e, se você comprar o material para sua receita (pattern) na loja, eles te dão a receita de graça. Além dessas 3 lojas, que eu já visitei, NY tem várias outras. Aqui está um mapa com as lojas que eu já ouvi falar.

Strand, a maior livraria de NYC

Primeiro andar da Strand

A Strand é a maior livraria de NYC, uma verdadeira instituição nova-iorquina e um dos nossos destinos favoritos. A loja é gigantesca, desorganizada, cheia de gente e com livros para todos os lados, ou seja, nossa livraria perfeita. Três andares com livros novos e usados sobre absolutamente tudo que você quiser – ficção, história, cookbooks, arte, artesanato, comic books e graphic novels, fotografia, arte, etc. São corredores e corredores de livros e lá você encontra de tudo – se você quer uma versão antiga de um livro clássico, algum livro que já não esteja mais sendo produzido, você provavelmente vai encontrar nas 18 milhas (28km) de livros da Strand. A loja também é conhecida pela sua coleção de livros raros do subsolo. Além da grande seleção de livros usados, você também encontra livros novos e os tradicionais best-sellers.

Corredores e mais corredores de livros

O que nos mais curtimos na Strand é a enorme variedade de livros (desde arte até best-sellers) e a possibilidade de encontrar livros usados por um preço mais em conta (eles tem seções de livros por $1 e $0.48!). Outros pontos positivos são a completa ausência de uma seção de livros de auto-ajuda e uma bela seção de papelaria.

Pilha de livros por 48 centavos

Para todos vocês que estavam buscando o Almanaque Internacional de Filmes de 1981

De pontos negativos vale a pena mencionar que todos os livros de lá são em inglês, que nos dias mais movimentados navegar a loja é uma aventura e que os preços dos livros novos são mais altos do que na Amazon. A gente compra lá mesmo assim pra ajudar uma livraria bacana.

Curiosidade: é uma das maiores livrarias dos EUA, segundo a Wikipedia. Para ver mais declarações de amor à Strand, veja seus excelentes reviews no Yelp. Vejam mais fotos da Strand na nossa galeria.

Endereço: 828 Broadway Ave (entre 12th st. e 13th st.)
Metrô: Union Square (N, Q, R, L, 4, 5 ou 6)