Como andar de metrô em Nova York (sem entender inglês) – Parte 5: Identificando trens expressos e locais

Nessa série sobre como andar de metrô em Nova York, já explicamos como comprar o Metrocard (parte 1)como entender o mapa do metrô (parte 2)como decidir qual metrô pegar (parte 3) e como entender as placas no metrô (parte 4). Na parte 5, vamos falar um pouco sobre como identificar os trens expressos e locais.

Antes de causar desespero para as pessoas que acham que vão errar, prestenção: pegar o trem errado não faz mal. Vai te atrasar um pouco, mas assim que você notar que está no trem errado, desça na estação seguinte e pegue o trem certo ou pegue um trem voltando para estação que você estava inicialmente e recomece a jornada. Na maioria das estações é possível fazer a transferência de uptowndowntown de graça, só andando pela estação. Se por acaso você descer numa estação em que isso não é possível ( ou seja, você tem que sair da estação, procurar a estação na direção que você quer ir e pagar outra passagem), você pode pagar uma nova passagem OU você pega o mesmo metrô e desce na estação seguinte para fazer transferência sem pagar passagem. Ficou complicado? Então volta lá e leia a parte 2 dessa série.

Então, na parte 2 falamos sobre o mapa e como a coisa mais importante é sempre saber se você quer ir downtown ou uptown. Depois, na parte 3, demos um “passo-a-passo” de como saber qual metrô pegar e em que estação descer. Então, você já fez isso, mas agora quer saber se você pega o trem local ou expresso.

Imagine a seguinte situação (pega o mapa!): você está na Macy’s (rua 34) e quer ir para o seu hotel, na rua 24, entre a 6a e a 7a avenidas. No mapa, você vê que a estação que você quer descer é a da rua 23, dos trens F e M (linha laranja). Daí, você vê que na estação da rua 34, perto da Macy’s, passa a linha laranja. Yay. Mas aí, você vê que passam os trens B, DF e M. Os trens B e D NÃO param na estação da 23. Logo, eles são expressos e você NÃO quer pegá-los.

Agora, imagine essa outra situação: você está na Times Square (rua 42) e quer ir para a Union Square (rua 14). Você vê as estações próximas à Union Square e vê que as linhas amarela (trens N, Q e R), verde (trens 4, 5 e 6) e cinza (trem L) passam na Union Square. Você vê também que a linha amarela também passa na Times Square. Qual trem você deve pegar? Saber se o trem é expresso ou não, nesse caso, não faz muita diferença, porque os trens passam na estação que você quer descer. MAS, se você sabe que o Q é expresso, você sabe que da Times Square para a Union Square, ele para em apenas 1 estação (a 34), logo, ele é bem mais rápido que os demais.

Então, saber se o trem é expresso ou não não é fundamental. Mas, como identificar os trens?

  1. Leia o mapa do metrô: as estações com bolinha preta são estações onde apenas as linhas locais param. Se você está indo para essa estação, os trens que passam ali são trens locais (ou seja, param em todas as estações naquela linha). Se a estação é uma bolinha branca, é uma estação onde trens locais e expressos param. Trens que param apenas em bolinhas brancas são expressos.

    IMG_20130603_125137

    Nessa foto vocês conseguem ver uma plataforma no meio (onde está a lata de lixo) e trilho dos dois lados da plataforma. Nesse caso, a estação era dividida por direção dos trens (downtown, na plataforma em que eu estava quando tirei a foto, e uptown, a plataforma em que estão as pessoas na foto).

  2. Preste atenção às placas na estação: em algumas estações as plataformas aqui são divididas entre trem local ou expresso. Em estações assim (como a 34-Penn Station, para a linha vermelha), antes de pegar a escada para a plataforma, você precisa decidir que trem (expresso? local? tanto faz? – ps: se tanto faz, vá para o expresso) você quer pegar. Vá para a plataforma do respectivo trem e preste atenção em qual lado (qual trilho) está indo uptown ou downton. Em outras estações, como a Times Square ou a Union Square, as plataformas são divididas pela direção do trem, uptown ou downtown. Em estações assim, você primeiro precisa saber a direção em que você está indo (uptown? downtown?). Vá para a plataforma dessa direção. Agora, você precisa saber que trem(ns) você pode pegar e espere por esse(s) trem(ns).

    IMG_20130603_125112

    Na mesma estação que eu mostrei na foto anterior (plataformas divididas por direção do trem), na mesma plataforma passam os trens expressos, de um lado, e locais, do outro. Daí, antes de pegar o trem, preste atenção na placa em cima dos trilhos.

  3. Fale condutês: quando estiver entrando num trem, preste atenção ao que o condutor está falando. Ele SEMPRE diz se é local ou express, e qual vai ser a próxima estação. Se ele disser express, o trem é expresso :).
  4. Pergunte. Aprenda a falar “local” (lôcal) e express (équispréss) e pergunte a qualquer pessoa na estação. Basta dizer local que eles vão entender o que você quer saber e vão dizer para qual lado você deve ir.
  5. Se, por algum motivo, você estiver no Queens e for pegar a linha roxa (trem 7) ou no Bronx e for pegar a linha verde (trem 6): na sinalização na frente e laterais do trem, se o número estiver dentro de um círculo, ele é local. Se estiver num losango, ele é expresso. Mas aí, se você não estiver pegando o 7 para dentro do Queens ou o 6 para dentro do Bronx, não se estresse com isso.

O resumo é: você já tem tanta coisa pra se estressar quando está viajando, que a última coisa que você quer é mais estresse. Em vez de focar em qual trem é expresso ou não, foque em qual trem eu posso pegar? 

Essa série de posts sobre como andar de metrô em NY (sem entender inglês) foi dividida em 5 partes:

Como andar de metrô em Nova York (sem entender inglês) – Parte 4: aprendendo a ler as placas de metrô

Ok, agora você já comprou o seu metrocard e sabe para onde ir. O desafio agora é entender as placas do metrô e saber para onde o trem está indo. As estações de metrô são bem sinalizadas, então se você prestar um pouquinho mais de atenção, tudo fica fácil.

Revisão: já falamos em outro post, mas é bom relembrar. Uptown significa “cidade alta” e downtown, “cidade baixa”. Ou seja, trens indo na direção uptown estão indo para a parte de cima da cidade, para o norte, e trens indo na direção  downtown estão indo para o sul da cidade. Em Manhattan é muito fácil se localizar porque as ruas são numeradas, e elas crescem para o norte. Ou seja: a rua 14 fica ao norte da rua 13 e ao sul da rua 15. Se você está andando na rua e passa pelas ruas 23, 24 e 25, você está indo para o norte da cidade. Se você passou pelas ruas 32, 31 e 30, está indo para o sul. Ok? Então, se você quer ir para uma rua “maior”, você quer ir uptown. Quer ir para uma rua “menor”, downtown.

IMG_20130916_141119

Antes de entrar na estação: que trens passam aqui? Para onde eles vão?

Antes de entrar na estação, sempre leia as placas do metrô. Na maioria dos casos, as estações dão acesso aos trens indo em todas as direções (downtown e uptown). Esse é o exemplo da foto acima. Mesmo sem entender inglês, você é capaz de ler a placa:

  • Union Square Station: a primeira linha tem o nome da estação, nesse caso, a estação 14 street – Union Square.
  • As letras e números coloridos são os trens que passam na estação (aqui, trens L, N, R, Q, 4, 5 e 6).

Se a estação for all directions ou não tiver informação da direção, significa que você pode entrar na estação e pegar aquele trem indo para o norte (uptown) ou sul (downtown).

IMG_20130817_183411

Se a placa diz apenas uma direção (Uptown & The Bronx; Uptown & Queens; Downtown & Brooklyn; Downtown; Uptown), os trens correndo nessa estação passam apenas na direção indicada. Na foto acima, o trem 6 passa na estação (Spring) apenas na direção Uptown & The Bronx, ou seja, vão apenas para o norte dessa estação (essa é a Spring, então os trens vão para as ruas 14, 23, 42, etc.) Se você quer ir para a ponte do Brooklyn (mais ao sul da ilha), você quer ir para o SUL dessa estação, então, você precisa procurar a entrada que diga Downtown, como na foto abaixo.

IMG_20130817_183311

Dentro da estação: para onde eu vou?

Estações que tem apenas uma plataforma (as que são apenas em uma direção, tipo downtown) são mais fáceis de lidar porque você entra e vai para o único lugar, a única plataforma, e pega o trem. Mas em estações, como a Union Square e Times Square, que em que vários trens passam, preste atenção nas placas! Placas acima das escadas informam as linhas de trens que param naquela plataforma e a direção que eles vão.

Dentro da estação: mudanças previstas!

Apesar do sistema de metrô funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana, nos 365 (ou 366) dias do ano, nem todas as linhas de trem funcionam todos os dias/horas. Por isso, leia as placas :). Não precisa se desesperar e sair procurando placas na estação, mas se você vir uma placa, leia. Se o trem tem mudanças previstas (tipo, para de passar tarde da noite ou no final de semana), as placas são bem visíveis. No exemplo abaixo: nessa estação, no final de semana (weekend) o trem R para na plataforma dos trens N e Q; e tarde da noite (late night), o R não passa na estação (use o N ou Q). 

IMG_20130817_185843

Na plataforma: que trem eu pego?

IMG_20130603_125112

Crie o hábito de, sempre que entrar na plataforma, procurar a placa e ler com cuidado. Mesmo que você acha que sabe, todo mundo erra. É um bom hábito, que, mesmo depois de 6 anos morando aqui, eu ainda tenho. A placa diz várias coisas. No exemplo acima, apenas o trem Q para nesse trilho. Do lado esquerdo, você tem as informações para Manhattan e, do lado direito, informações sobre quando o trem chega no Brooklyn. Lado esquerdo –> direção do trem: downtown & Brooklyn; rota do trem: via Broadway Express (ou seja, o trem vai pela Broadway e é expresso). Lado direito –> direção do trem: to Coney Island (Coney Island é a estação final); rota do trem: via Brighton Local all times (vai por Brighton e é local).

Na placa abaixo: os trens que param nesse lado da plataforma são o N e o R. À esquerda: os dois trens estão indo na direção downtown & Brooklyn. Eles vão pela Broadway e são locais (Lcl). No meio: o N vai para Coney Island (Is) via a Ponte Manhattan (Manhattan Bridge).

IMG_20130820_194352

IMG_20130820_194044

Nesse caso, o R é mais complicado, mas vamos quebrar a informação em partes.

  • Local wkdays & eves to Whitehall St.: o R é local nos dias de semana (wkdays = weekdays) e à noite (eves = evenings) para a estação Whitehall (St. = station).
  • Wkends R via Manh Bridge to Bay Rdg-95 St.: no final de semana (wkends = weekends) o R vai para Bay Ridge-95St. (estação no Brooklyn) via a Ponte de Manhattan (Manh Bridge).
  • No late night R service, take N to 36St, Bklyn for R: não há serviço do R tarde da noite (ou seja, o R não passa a partir mais ou menos das 23h ou meia noite). Daí, se você quer o serviço do R no Brooklyn, pegue o N para a estação 36 (no Brooklyn) e troque pelo R lá.

Quebrando a informação você limita o que você precisa entender. Tipo, se a informação é sobre dia de semana e noite e você está nesse horário, leia. Se a informação é sobre o final de semana e são 3 da tarde da segunda-feira, não tem pra que ler. Pode ser muita informação, mas identifique os pontos principais e só leia o que interessa. Não perca tempo com informações extras.

Esse post faz parte de uma série de 5 post sobre como andar de metrô em Nova York:

Parte 1: comprando o Metrocard

Parte 2: entendendo o mapa

Parte 3: decidindo que trem pegar

Parte 4: aprendendo a ler as placas de metrô (esse post)

Parte 5: identificando trens expressos e locais

Como andar de metrô em Nova York (sem entender inglês) – Parte 3: decidindo que trem pegar

Nos dois outros posts sobre como andar de metrô em Nova York nós falamos sobre como comprar o Metrocard (parte 1) e como entender o mapa do metrô (parte 2). Essa terceira parte vai ser curtinha, com uma dica prática de como se localizar na cidade e decidir que trem pegar para fazer seus passeios. Mas, antes disso, uma coisa fundamental: não esqueça de pegar o seu mapa de metrô em qualquer estação de metrô da cidade. Vá para o atendente (na cabine. Não tem em toda estação, mas em quase todas) e peça um subway map. Eles vão te dar (a não ser que esteja faltando na estação, daí você vai na próxima e pede), é de graça. Leve esse mapa com você sempre. E se esquecer no hotel, peça outro na estação.

Como agora você não deve ter um mapa, clique aqui para baixar o mapa oficial (o mesmo que você recebe na estação) e ir se acostumando. E, como já dissemos no post anterior: assim que você receber o mapa, marque a estação mais próxima do seu hotel. Assim fica mais fácil identificar para onde você quer ir no final do dia.

Pode parecer complicado, mas ir de um lugar para o outro em Nova York é muito simples. Lembre-se de que na maior parte da cidade as ruas são numeradas e crescem para o norte. O resumo geral é assim: (1) veja qual a estação mais próxima da atração que você vai visitar e veja que trens param ali; (2) veja qual a estação mais próxima de onde você está e veja que trens param ali; (3) determine o(s) trem(ns) que você pode pegar; (4) decida se a direção é uptown ou downtown.

Agora, no resto do post, vamos dar 2 exemplos de como decidir que trens pegar de um lugar para o outro. O primeiro exemplo é mais simples, e o segundo exemplo envolve uma transferência.

  1. Identifique para onde você quer ir: no mapa do metrô, identifique o lugar para onde você quer ir. Para treinar: no mapa que você baixou, procure a rua 53, entre as avenidas 5 e 6 (estamos procurando o Museu de Arte Moderna). Achou?
  2. Marque a estação de metrô mais próxima. Nesse caso, deve ser a 5Av/53 St. É uma estação com bolinha branca (ou seja: trens locais e expressos param aqui – lembre que você tem essa legenda no mapa).
  3. Identifique as linhas de metrô que passam nessa estação. As linhas são laranja e azul. Certo?
  4. Agora veja que trens passam nessa estação. Os trens E e M param aqui. Aí você dá uma olhadinha no mapa e vê que o trem E é azul e o M é laranja.
  5. Preste atenção nos detalhes da estação: nesse caso, o trem E está em negrito e o M não está. Na legenda do mapa você vê que negrito significa que o trem sempre para ali. Sem negrito significa que o trem às vezes não para ali. Em geral, o sem negrito significa: o trem só para aqui de segunda-sexta, 6-23h.
  6. Baseado no dia e horário, agora procure a estação mais próxima de onde você está. Digamos que você está saindo do seu hotel, que fica na rua 23, entre 6a e 7a avenidas. A estação é a 23 St, linha laranja.
  7. Veja que trens passam nessa estação. Nesse caso, os trens F e M. Que você sabe que são linha laranja, porque nessa estação só tem uma linha laranja passando.
  8. Identifique se você quer ir uptown ou downtown. A estação que você quer descer fica acima da estação em que você vai pegar o trem? UPTOWN. Fica abaixo? DOWNTOWN.
  9. Resuma seu trajeto: ir para a estação 23St, pegar o trem M uptown e descer na estação 5Av/53St.

Agora, vamos fazer o passo-a-passo com transferência. Digamos que você agora quer ir fazer compras na Century 21. A loja fica em downtown Manhattan, na rua Cortland, pertinho do World Trade Center.

  1. Identifique para onde você quer ir: Marque o World Trade Center/Memorial  do 11 de setembro no mapa.
  2. Marque a estação de metrô mais próxima. Estação World Trade Center.
  3. Identifique as linhas de metrô que passam nessa estação. Linha azul.
  4. Agora veja que trens passam nessa estação. Trem E. 
  5. Preste atenção nos detalhes da estação: a estação é uma bolinha preta (trem local) e o E está dentro de um quadrado (isso significa que essa estação é a última parada do trem E).
  6. Agora procure a estação mais próxima de onde você está. Você ainda está no seu hotel, que fica na rua 23, entre 6a e 7a avenidas. A estação é a 23 St, linha laranja.
  7. Veja que trens passam nessa estação. Os trens F e M.
  8. Transferência: como a linha azul não passa nessa estação, você precisa fazer uma transferência. Seguindo a linha laranja, procure uma estação em que ela cruze com a linha azul. A estação é a W 4 St/Wash Squ. Então, você quer ir para essa estação.
  9. Identifique se você quer ir uptown ou downtown. Você está indo da rua 23 para rua 4 –> DOWNTOWN.
  10. Resuma seu trajeto 1: ir para a estação 23St, pegar o trem F ou M downtown e descer na estação W 4 St/Wash Sq.
  11. Faça a transferência: Na estação W 4 (West 4th), procure as placas para o trem E.
  12. Identifique se você quer ir uptown ou downtown. Você está indo da rua 4 para o sul da cidade –> DOWNTOWN.
  13. Resuma seu trajeto 2: na estação W 4 St, pegar o trem E na direção downtown e descer na estação World Trade Center.

Parece complicado escrevendo assim, mas não é. Imprima esse post e traga com você na sua viagem, e refaça o exercício usando o seu mapa de metrô. Depois teste fazer isso para um de seus passeios e, voilà, você aprendeu a identificar que trem pegar! Também, se você tiver acesso à internet enquanto estiver por aqui, tente usar o Google Maps (use as directions) e/ou o HopStop para planejar seus passeios.

Esse post faz parte de uma série de 5 post sobre como andar de metrô em Nova York:

Parte 1: comprando o Metrocard

Parte 2: entendendo o mapa

Parte 3: decidindo que trem pegar (esse post)

Parte 4: aprendendo a ler as placas de metrô

Parte 5: identificando trens expressos e locais

Como ir do JFK para Manhattan? Opção 4: Shuttle

Como fazer para ir do aeroporto JFK para o seu hotel em Manhattan? Você tem 5 opções, que dependem de seu orçamento, cansaço, e espírito de aventura. Esse é o post da opção 4.

Opção 4: Shuttle

Essa é outra opção prática, mas NUNCA usamos o shuttle para nos trazer do aeroporto pra casa. Já fizemos de casa para o aeroporto…

  1. Ainda em casa, com alguns dias de antecedência, faça sua reserva online. Como só utilizamos um desses serviços, esse é o que vou recomendar: SuperShuttle. A vantagem desse serviço é que você faz a reserva online. Você coloca os dados do seu vôo e ele diz de que horas e onde pega você. No e-mail eles também devem dar um número para você ligar caso algo aconteça. Traga esse número!
  2. Saindo do JFK, siga placas para o ground transportation/taxi.
  3. Procure pelo seu shuttle. Como disse, nunca fizemos esse caminho, mas quando você faz a reserva, eles devem explicar onde você encontra o shuttle. Se não, procure pelo shuttles. O supershuttle é uma van azul.
  4. Chegue feliz no seu hotel.

Resumo da opção 4

  • Custo: O custo varia, dependendo da localização do seu hotel. Para a região da Times Square, custa $19 por pessoa, que você já paga online no seu cartão de crédito.
  • Tempo: não sei. Como o shuttle vai fazer as paradas para todos os passageiros, pode ser que demore mais. Mas duvido. Deve ser a mesma coisa de um táxi, talvez 45min-1h.
  • Quem deve escolher essa opção: Quem tiver muita bagagem, estiver cansado, não entender muito inglês e estiver em grupos de mais do que 4 pessoas.

Esse post é parte de uma série sobre como ir do aeroporto JFK para o seu hotel em Manhattan. Os outros posts chegam já já!

Opção 1: Metrô

Opção 2: LIRR

Opção 3: Táxi

Opção 4: Shuttle (esse post)

Opção 5: Serviços de Transfer

Também não perca as nossas séries sobre como andar de metrô e táxi em NY.

Como ir do JFK para Manhattan? Opção 3: Táxi

Como fazer para ir do aeroporto JFK para o seu hotel em Manhattan? Você tem 5 opções, que dependem de seu orçamento, cansaço, e espírito de aventura. Esse é o post da opção 3.

Opção 3: Táxi

Essa é a opção mais prática!

  1. Saindo do JFK, siga placas para o ground transportation/taxi.
  2. Entre na fila. Não importa o que aconteça, NÃO entre no carros dos homens que ficam oferendo “taxi”enquanto você espera na fila. Esses não são legais. São ilegais. É perigoso. Fique na fila, mesmo que esteja gigante, e pegue o táxi amarelinho! Aliás, TEM que entrar na fila, ok?
  3. A grande vantagem de pegar o táxi amarelo é que ele cobra uma taxa fixa para Manhattan. MANHATTAN, ok? Se você está indo para o Brooklyn ou Queens, é taximetro. Quando chega a sua vez na fila, o funcionário pergunta quantas pessoas são e para onde você vai. Basta dizer o número de pessoas e “Manhattan” (ou Queens + bairro /Brooklyn + bairro). Não é para dizer o nome do seu hotel. Se for um grupo de mais do que 4 pessoas, vocês vão ter que se dividir em 2 ou mais táxis. Táxis levam no máximo 4 pessoas, e isso também vai depender do tanto de mala que o grupo tiver.
  4. Quando entrar no táxi, dê as coordenadas para o seu hotel (rua e cruzamento) e relaxe. A tarifa é fixa, então ele não vai enrolar no caminho.
  5. Chegue feliz no seu hotel.

Resumo da opção 3

  • Custo: $52 (tarifa fixa) + $0.50 (tarifa) + pedágio (uns $6) + 20% de gorjeta = $70
  • Tempo: cerca de 30-50min, dependendo do trânsito;
  • Quem deve escolher essa opção: Quem tiver muita bagagem, estiver cansado e não entender muito inglês.

Esse post é parte de uma série sobre como ir do aeroporto JFK para o seu hotel em Manhattan. Os outros posts chegam já já!

Opção 1: Metrô

Opção 2: LIRR

Opção 3: Táxi (esse post)

Opção 4: SuperShuttle

Opção 5: Serviços de Transfer

Também não perca as nossas séries sobre como andar de metrô e táxi em NY.

Como ir do JFK para Manhattan? Opção 2: LIRR

Como fazer para ir do aeroporto JFK para o seu hotel em Manhattan? Você tem 5 opções, que dependem de seu orçamento, cansaço, e espírito de aventura. Esse é o post da opção 2.

Opção 2: LIRR

Você pode pegar o Long Island Rail Road (LIRR) para chegar em Manhattan. Essa opção é mais rápida do que pegar o metrô, mas também é mais cara. Então, o que fazer:

  1. Saindo do JFK, siga placas para o Airtrain. Esse airtrain vai te levar do seu terminal no aeroporto para a estação de metrô. O airtrain faz 3 rotas. Uma das rotas é a airline terminal route. NÃO pegue essa rota. Essa rota fica apenas parando nos terminais. A outra rota é na direção Howard Beach. NÃO pegue essa rota. Pegue o airtrain na direção Jamaica Station.
  2. Saindo do airtrain, siga as placas para o subway/LIRR. Basicamente, é só seguir todo mundo. Para sair do lobby da estação do airtrain você precisa pagar $5 por pessoa. Para isso, vá na maquininha e compre um Metrocard do tipo “pay-per-ride“, coloque $5 por cada pessoa do seu grupo e pague para sair da estação. Agora, siga as direções para o LIRR (Long Island Rail Road).
  3. Agora você precisa achar a máquina (LIRR tickets) para comprar a sua passagem do trem. Compre o ticket para New York Penn Station. Se você estiver comprando o ticket (e for usar!) entre 6-10h e 16-20h, você deve comprar os tickets peak hour, que custam $9.50/pessoa. Se for fora desses horários, compre o off peak, que custa $7 por pessoa.
  4. Ainda na parte de cima, veja qual o trem vai para a Penn Station e pegue esse trem e desça na Penn Station (última parada desse trem).
  5. Da Penn Station você pode pegar um metrô (NÃO recomendo) ou pegar um táxi para o seu hotel. Essa é minha recomendação.

Resumo da opção 2

  • Custo: entre $12 ($5+$7) e $14.50 ($5+$9.50) por pessoa + $10 do táxi para o hotel;
  • Tempo: cerca de 50min, sendo 15-20min de airtrain e 20-30min de LIRR;
  • Quem deve escolher essa opção: Quem não tiver muita bagagem (1 de mão + 1 média por pessoa), não estiver muito cansado, entender inglês razoavelmente,  e souber se virar bem quando se perde em lugar desconhecido, quiser economizar um pouco e estiver em até 2 pessoas.

Esse post é parte de uma série sobre como ir do aeroporto JFK para o seu hotel em Manhattan. Os outros posts chegam já já!

Opção 1: Metrô
Opção 2: LIRR (esse post)
Opção 3: Táxi
Opção 4: SuperShuttle
Opção 5: Serviços de Transfer

Também não perca as nossas séries sobre como andar de metrô e táxi em NY.

Como ir do JFK para Manhattan? Opção 1: Metrô

Como fazer para ir do aeroporto JFK para o seu hotel em Manhattan? Você tem 5 opções, que dependem de seu orçamento, cansaço, e espírito de aventura. Esse é o post da opção 1. Se você escolher essa opção, imprima esse post e leve com você na sua viagem!

Opção 1: Metrô

O metrô em NY funciona 24h por dia. Algumas linhas param, mas outras assumem as estações dessas linhas que param. Claro que o número diminui bastante, mas você consegue andar de metrô de madrugada e, em geral, é seguro. Se você for uma mulher sozinha, eu não recomendaria, apenas para evitar estresse. Também não recomendo que adolescentes façam isso, pelo mesmo motivo. Como esse é um caminho meio complicado, sugiro que você, ainda no Brasil, cheque qual a melhor linha de metrô para fazer o caminho JFK-Hotel. No aeroporto você só consegue pegar as linhas A ou E. Dependendo de que linha você pode pegar, confira a melhor transferência. Complicado, né? Pois é. Então, o que fazer:

  1. Saindo do JFK, siga placas para o Airtrain. Esse airtrain vai te levar do seu terminal no aeroporto para a estação de metrô. O airtrain faz 3 rotas. Uma das rotas é a airline terminal route. NÃO pegue essa rota. Essa rota fica apenas parando nos terminais. Se você quer pegar a linha de metrô A, pegue o airtrain na direção Howard Beach. Se você quer pegar a linha de metrô E, pegue o airtrain na direção Jamaica Station.
    1. Pegando a linha A de metrô. Depois que você pegar o airtrain na direção Howard Beach, desça na estação Howard Beach.
    2. Pegando a linha E de metrô. Depois que você pegar o airtrain na direção Jamaica Station, desça na estação Jamaica Station.
  2. Saindo do airtrain, siga as placas para o subway. Basicamente, é só seguir todo mundo. Para sair do lobby da estação do airtrain você precisa pagar $5 por pessoa. Para isso, vá na maquininha e compre um Metrocard do tipo “pay-per-ride“. Se você vier passar mais de 5 dias em NY, compre um pay-per-ride e coloque $5 por cada pessoa do seu grupo e compre (x) outros Metrocards ilimitados por 7 dias (1 por pessoa) para usar no metrô. Então, compre seu cartão de $5 e pague para sair da estação. Agora, siga as direções para o subway e pegue o metrô (A ou E) na direção Brooklyn/Manhattan. Atenção: você NÃO deve pegar o metrô na direção QUEENS (linha E) ou ROCKAWAYS (linha A). Ok? Prestenção!
  3. Para chegar no seu hotel, você deve ter anotado, ainda no Brasil, as estações em que você deve descer e as devidas transferências. Se você precisar fazer transferência (tipo, você deveria vir de E e mudar para o R), anote não só a estação onde você faz a transferência, mas também a DIREÇÃO do R que você quer pegar. Tá? Agora chegue no seu hotel. 🙂

Resumo da opção 1

  • Custo: cerca de $7.50 por pessoa (dependendo do tipo de Metrocard que você escolher)
  • Tempo: se você pegar o airtrain entre as 8-20h,  vai demorar cerca de 2h. Se for tarde da noite, vai demorar bem mais.
  • Quem deve escolher essa opção: Quem não tiver bagagem (metrô = escadas), não estiver muito cansado, entender bem inglês, souber se virar bem quando se perde em lugar desconhecido, quiser economizar e estiver em grupos de até 3 pessoas.

Esse post é parte de uma série sobre como ir do aeroporto JFK para o seu hotel em Manhattan. Os outros posts chegam já já!

Opção 1: Metrô (esse post)
Opção 2: LIRR
Opção 3: Táxi
Opção 4: SuperShuttle
Opção 5: Serviços de Transfer

Também não perca as nossas séries sobre como andar de metrô e táxi em NY.

Andando de taxi em Nova York – Parte 3: os livery cabs

Livery cab – taxi preto em NY

Nos dois últimos posts sobre táxis em NY, nós falamos sobre como funciona e os preços. Todo o tempo nós nos referimos aos tradicionais táxis amarelos. Mas, em NY existem 2 tipos de táxis: os amarelos (que todo mundo conhece) e os pretos (livery cabs ou car service).

Os livery cabs são carros de serviço (car service, como o próprio nome diz). Sabe, no Brasil, quando você liga pedindo um táxi? Pronto. Aqui é a mesma coisa! Você pode ligar para uma empresa e pedir um táxi no endereço tal, na hora tal. Esse táxi é o táxi preto, o livery cab. Eles não tem taxímetro, então você precisa combinar o preço logo – eu sugiro que você combine quando ligar ou, pelo menos, antes de entrar no carro. Não deixe para perguntar o preço quando chegar ao seu destino…

Então, os livery cabs são os que você chama pelo telefone e não tem taximetro. O problema é que esses táxis estão sempre na rua, então quando você está na rua, abanando seus braços ou fazendo a dança da chuva para pegar um táxi, volta e meia os táxis pretos param e se oferecem. Não aceite. Isso é ilegal. Esses táxis são proibidos de pegar pessoas na rua, como os táxis amarelos fazem. Mas, o prefeito de NY está propondo uma mudança, para que esses livery cabs possam pegar passageiros nas ruas, só que fora de Manhattan. Ou seja, no Queens, Brooklyn, Bronx e Staten Island. Em Manhattan, apenas acima das ruas 96 leste e 110 oeste. Mas, na verdade, isso ainda não foi aprovado, então… melhor evitar.

Esses carros não podem se oferecer nos aeroportos. Se você programar com uma empresa, tudo bem. Ele estará lá com a placa com o seu nome. Mas se você não combinar, não pegue. Ainda dentro do aeroporto, vários motoristas desses táxis ficam perguntando se você quer um táxi, se oferecem pra levar sua babagem, etc. Não aceite. Se você está no JFK, saia do aeroporto e pegue um táxi amarelo (preço fixo de $45 para qualquer lugar em Manhattan, mais 15-20% de gorjeta). Acho que no aeroporto LaGuardia é a mesma coisa, mas não sei como é no aeroporto de Newark.

Curiosidade: possivelmente devido a sua natureza duvidosa, os livery cabs também são conhecidos como gypsy cabs (táxis ciganos).

Esse post é parte de uma sequência sobre como andar de Táxi em NYC:
Parte 1: o básico
Parte 2: o custo
Parte 3: os livery cabs (esse post)

Andando de taxi em Nova York – Parte 2: o custo

Num post anterior, nós falamos um pouco sobre “as regras” do sistema de táxis em NY. Esquecemos de falar que táxis nos Estados Unidos também são chamados de cab. Então se você estiver num hotel e um funcionário perguntar se você quer um cab, você já sabe o que ele quer dizer. Nesse post, falaremos um pouco do custo dos táxis em NY, que é bem mais em conta do que em várias partes do Brasil.

Quando você entra no táxi, a tarifa (fare) começa em $2.50 mais uma sobretaxa que varia de $0.50, $1.00 das 20h às 6 da manhã, e $1.50 de segunda a sexta, das 16-20h. Essa é a tarifa básica. Daí, cada quinto de milha (mais ou menos 320 metros – ou 5 minutos de caminhada) ou 60 segundos parado custam adicionais $0.40. No final, ainda tem cerca de 10% de imposto E a gorjeta, em torno de 15-20%. Parece caro, mas na realidade, não é. Manhattan é super plana, o que faz com que tudo seja relativamente perto. Por exemplo, imagine a seguinte situação: você e outra pessoa (2, no total) não tem o cartão ilimitado do metrô e pagam $2.25/pessoa para cada passagem. Vocês estão no MET (rua 82 com 5a avenida) e querem ir para o Empire State (rua 34 com 5a avenida). As opções seriam:

  1. ir andando: cerca de 4km. Tempo: 50min; Custo: $0.00;
  2. ir de metrô: andar até a avenida Lexington com rua 86 (10min, cerca de 800m), pegar o metrô 6 downtown e descer na estação 33 street (cerca de 10min), e caminhar de volta até o Empire State (5 min, cerca de 300m). Tempo: 20-30min; Custo $4.50;
  3. ir de ônibus: andar até o ponto de ônibus na 5a avenida com rua 84 (cerca de 150m, 2minutos), pegar o ônibus M2 e descer na estação da rua 33 (cerca de 20min) e caminhar até o Empire State (menos de 100m, 1 minuto). Tempo: 25-35min; Custo: $4.50;
  4. ir de táxi: pegar um táxi na porta do museu e descer na porta do Empire State. Tempo: 10-15min; Custo: $13.50 (média, com gorjeta).

Outra coisa interessante é que andar de norte a sul de Manhattan é muito mais fácil do que se locomover no sentido leste-oeste. A maioria das linhas de metrô fazem o percurso Norte-Sul, enquanto apenas 2 fazem o percurso Leste-Oeste (na rua 14 a linha L, na rua 42 as linhas 7 e S). Então, imagine a situação 2: você está num grupo de 4, e querem ir do Rockefeller Plaza (rua 50, entre 5a e 6a avenidas) para o Intrepid (rua 46 com avenida 12). As opções seriam:

  1. ir andando: cerca de 2.5km. Tempo: 30min; Custo: $0.00;
  2. ir de metrô: andar até a estação 47-50 st – Rockefeller Center, e pegar a linha D uptown, descer na estação 59 street – Columbus Circle, trocar para a linha A downtown, descer na estação 42nd street – Port Authority e caminhar da 8a avenida até a 12a avenida. Tempo: 25-35min; Custo $9.00;
  3. ir de ônibus: andar até o ponto de ônibus na 6a avenida com rua 49, pegar o ônibus M50 e descer na estação da rua 42 com 12a avenida. Tempo: 30-40min; Custo: $9.00;
  4. ir de táxi: pegar um táxi e descer na frente do Intrepid. Tempo: 8-12min; Custo: $6.50-$15 (já com gorjeta, variando de pouco a muito trânsito).

Você tem que comparar o tempo, distância, clima, conforto da caminhada (fez muitas compras?), quantas pessoas são (vocês podem pegar 1 táxi ou precisam de 2?) e se vocês estão com o metrô ilimitado ou não. Mas, queria apenas dar uma ideia de que o preço não é absurdo. Isso é especialmente importante à noite, quando você já está cansado, está numa região que não tem metrô perto, está com criança, etc.

Dica: para calcular as rotas, use o GoogleMaps e clique em Directions. Usuários mais avançados podem também usar o HopStop. Nesses dois sites você pode colocar os pontos iniciais e finais e comparar o tempo de ônibus, metrô, carro/taxi e a pé. A vantagem do GoogleMaps é que é super simples de mexer e você pode salvar todos os mapas que você criar. A desvantagem é que ele não atualiza as modificações da MTA (tipo, quando o metrô está pulando estação x, etc.). O HopStop é meio complicado de mexer (não é user friendly at all), mas ele é atualizado diariamente para acomodar as modificações diárias do metrô/ônibus. Para ter uma ideia da tarifa de táxi, use o TaxiFareFinder.

Esse post é parte de uma sequência sobre como andar de Táxi em NYC:
Parte 1: o básico
Parte 2: o custo (esse post)
Parte 3: os livery cabs

Como andar de metrô em Nova York (sem entender inglês) – Parte 2: Entendendo o mapa

Nós já falamos aqui que a primeira coisa que você deve fazer quando chega em NY e vai usar o metrô, é pedir um mapa do metrô. Todo funcionário naquele guichê tem vários mapas, que são de graça. É só chegar lá e pedir “a subway map”. Nesse mesmo post anterior (Parte 1), nós explicamos que tipo de metrocard você pode/deve comprar. Agora que você já sabe comprar e usar o metrocard, vamos entender o mapa dos metrôs.

O site da MTA também tem o mapa do metrô, com links para as estações que você quiser informações. Mas isso só funciona se você tiver acesso a internet, e não vale a pena perder tempo na rua fazendo isso. Você pode (até deve, acho) brincar um pouco com o mapa online quando tiver tempo e se estiver realmente quase chegando na cidade, para se familiarizar ao menos as coisas básicas. Mas, para o dia-a-dia na cidade, use o mapa de papel que eles dão, ou imprima o pdf do site da MTA (eu aconselho a pegar o mapa nas estações). Não adianta trazer o mapinha que tem no seu guia de turismo de NY. Às vezes os mapas são desatualizados/errados. Melhor usar o daqui.

Apesar do mapa que eles dão ser MUITO bom, ele dá apenas as informações gerais. Como em toda cidade grande, sempre acontece algo, um acidente, um problema nos trilhos, energia, manutenção, obras, etc., que fazem com que a estação feche (por alguns dias ou horas) ou fazem com que o metrô pule algumas estações. Não se desespere: chegaremos lá! Primeiro, vamos ao mapa.

Mapa das linhas de metrô

A primeira coisa que você deve fazer quando pegar o mapa é circular a estação mais próxima ao local onde você está hospedado. Depois, você deveria marcar as estações próximas aos locais que você quer visitar, só para ficar mais fácil quando estiver na rua, identificar o que você deve fazer. Como vocês podem ver, as linhas de metrô de NY são agrupadas em cores (linhas amarela, laranja, verde, azul, vermelha, cinza, marrom e roxa). Para cada cor, você pode ter várias linhas de metrô, especificadas por números ou letras. Cada estação tem um nome e, no mapa, você pode ver quais cores de metrô passam por ali. Isso ajuda para uma identificação rápida. Por exemplo, se você está perto da estação da 14a rua com 1a avenida (1st ave), e quer pegar a linha azul para ir para o museu de história natural, você rapidamente vê que nessa estação só passa a linha cinza… daí você vai precisar fazer alguma transferência. Círculos pretos nas estações significam que apenas trens locais param naquela estação. Trens locais são linhas de metrô que param em praticamente todas as estações de metrô daquela linha. Trens expressos são linhas de metrô que pulam várias estações. Os trens expressos param apenas nas estações que tem bolinhas brancas.

As 4 coisas mais importantes para lembrar quando estiver andando de metrô em NY são:

1) Saiba para qual direção você quer ir: antes de entrar na estação, identifque para que lado da cidade você quer ir. Se você está na altura da rua 23 e quer ir para a rua 42, você que ir para o norte da cidade, ou seja, na direção uptown. Então, toda vida que você quiser ir para uma rua acima da que você está, você quer ir uptown. Se você está na rua 42 e quer ir para a 23, você quer ir para o sul da cidade, ou seja, downtown. uma vez que você sabe para que lado você quer ir, preste atenção na placas:

  • na entrada da estação: essa estação dá acesso aos trens uptown e downtown ou uptown only, downtown only?
  • na estrada da roleta: esse acesso é para trens uptown downtown ou uptown onlydowntown only?
  • na plataforma do metrô: desse lado da plataforma, os trens são downtown ou uptown?

2) Saiba qual trem você quer pegar: quando você estiver na plataforma, não pegue o primeiro trem que vier. Confira quais trens que param na plataforma que você está vão para a estação que você quer. Por exemplo, na estação da Union Square, na plataforma da linha verde, param os trens 4, 5 e 6, mas o 4 e 5 são expressos e o 6 é local.

3) Preste atenção aos avisos: às vezes o condutor do trem avisa alguma mudança de linha (tipo, você está num trem local e, por algum motivo, a partir da estação x ele vai ser expresso). Esses avisos, em geral, incluem informação sobre como fazer para ir para a estação x que o trem não vai mais parar. Ou os avisos se referem a um atraso, então o trem vai ficar parado por alguns minutos. Coisas assim. É importante tentar entender, mas nem sempre você vai conseguir (eles falam condutês). Se não conseguiu, não se desespere. Continue no trem até você se localizar. Se você queria ir para a estação 42 e da 34 ele passou direto para a 59, desça na 59 e procure um trem downtown. Não se desespere. Se o condutor falou algo e ninguém saiu do trem, continue no trem. Se todo mundo saiu do trem, saia do trem.

Cartaz com mudança no metrô – By Lorena Fortuna

4) Preste atenção nos avisos na estação: sempre que há uma modificação planejada, a MTA coloca avisos (de papel mesmo) colados na parede da estação e plataforma. Se você estiver numa estação e vir um aviso, pare e leia. Veja para quando é a mudança, o que vai acontecer, e, se ela afetar você, como você vai se virar. Os avisos informam se as mudanças serão durante a semana (Weekdays) ou final de semana (weekend), quais dias, hora, e quais linhas de metrô. Para cada linha, ele também informa o que você deve fazer. Por exemplo, na foto, as mudanças são para a hora do rush (hehehehe ótimo…), das 6:30-9:30 da manhã e das 3:30 as 8 da noite, de 9 a 13 de janeiro. A linha D, que normalmente é expressa, passaria a ser local nessas horas/dias, nas duas direções (uptown e downtown). Se a mudança fosse o contrário, ou seja, uma linha que normalmente é local mas que seria expressa (pularia, por exemplo, as estações da 14th a 59th) numa determinada hora do dia, o aviso incluiria informações do tipo “se você iria para a estação 23rd, desça na estação 59th e pegue a linha x na direção downtown”. Parece complicado, mas se você vai usar aquela linha e tem o mapa de metrô na mão, você entende rapidinho. A lição é: fique de olho!

Ps: Obrigada Lorena, pela a foto 🙂

Esse post faz parte de uma série de 5 posts sobre como andar de metrô em Nova York:

Parte 1: comprando o Metrocard

Parte 2: entendendo o mapa (esse post)

Parte 3: decidindo que trem pegar

Parte 4: aprendendo a ler as placas de metrô

Parte 5: identificando trens expressos e locais